A AUTORA

 

Olá, eu sou a Luciene, carioca e resolvi falar um pouco desse processo de decidir escrever, por assim dizer…

—————–

Não deixe de ler o Prólogo e os Capítulos no site.

COMO ACONTECEU?

Eu comecei este processo de escrever um livro, meio que num estalo, como se eu tivesse tido uma ideia, mas escrever um livro é um pouco mais complicado que isso.

Todo esse processo será contado aqui no blog.

No mês de agosto de 2015 comecei a pesquisar, comecei a pensar no que eu queria fazer… escrever, pois finalmente eu estava voltando para o mundo das letras, em especifico, a literatura. Eu não parei de ler, mas a minha leitura era mais bibliográfica e de conteúdos voltados às ciências sociais, direitos humanos, movimento negro, pensadores e educação.

Mas antes de chegar nesse dia onde tudo começou, em 3 de outubro, vamos voltar a setembro quando comecei a pesquisar mais efetivamente como escrever, como ser uma escritora, o que fazer com os personagens, narrativas, ambientes. Eu li muitos PDF sobre o assunto, mas tudo era uma ideia, não anotei nada até aqui, a não ser a ideia inicial do meu livro, que não passava de umas 5 linhas sem nome de personagens. Pode parecer pouco, mas ali tinha muito mais e tudo o que li até aqui, na minha vida me ajudou a trazer Brasil 2408 à vida.

E de posse do meu novo celular, básico, continuei a pesquisar sobre o que fazer e lá pela quarta-feira, me lembro bem disso, achei um PDF que faria tudo mudar. Tentei o download umas 3 vezes e nada. Eu já estava de saco cheio, mas na quinta à noite resolvi insistir e finalmente consegui. Segui na sexta para o trabalho lendo aquele livro incrível que destravou a minha mente.

Aquele livro me disse – Seja um escritor, escrevendo…

Resumindo, ele me disse para dar valor ao processo, insistir em escrever, pois errando, a gente acerta, pois descobre se aquilo é um caminho ou não.

De repente, eu conseguia ver a estória do meu livro como um sonho, mesmo que não tivesse identificado, escrito nada, senti que estava lá, o livro estava à espreita na minha cabeça querendo sair.

Eu segui lendo esse e-book no metrô ou no trem em pé a caminho do trabalho, não vou dizer que isso não cansa a vista por conta da sacudidela, mas é só descansar a cada 5 minutos de olhos fechados e continuar.

Escrevi páginas e páginas na tela do celular, tudo o que consegui imaginar, pensar e lembrar de pesquisar.

Daí comecei a imaginar esse mundo se desfazendo e se reconstruindo. Posso dizer que fiz um ótimo uso das minhas leituras não literárias neste livro. Construí uma crise e uma mudança que nem eu imaginava que estar ali na minha mente querendo sair e ser escrita.

Eu mantive esse novo Brasil bem humano e sem inovações escalafobéticas, pois o mundo atual, o de 2408 não tem condições de produzir inovações para além do necessário ou ter mais gente do que casa e alimento. Finalmente as pessoas tinham aprendido com a história, mas outros fatores humanos só mudaram de foco, e isto fez o enredo da história crescer e ser tornar complexo.

Mas antes, um pouco sobre mim…
Fui durante anos professora de pré-comunitários, estava lá em 2003 no lançamento do 1º edital da UERJ de cotas, passei em 2004, me tornei uma das “Indeferidas da UERJ”, conseguimos mudanças, passei de novo sem as cotas (mas apoiando…) e muito bem. Fui bolsista do PROAFRO/UERJ, apresentei trabalhos no COPENE (Congresso de Pesquisadores Negros), trabalhei com a Lei 10.639/03 (História da África e Afrobrasileira), ações afirmativas e tantas outras coisas.
Agora me diz… uma pessoinha com esse histórico consegue ficar parada sem fazer algo?

A PRIMEIRA LINHA

A primeira linha deu trabalho, foi muito difícil.

Livro fisico

Me perguntei várias vezes como poderia começar a apresentar a minha estória? Tem que ser algo legal, interessante, que dê vontade de ler. Eu passei uns 40 minutos pensando sobre a Ena, queria apresentar o mundo dela, o enredo e me perguntei em que momento da vida de Ena eu entraria?

E então saiu a primeira linha!

A semana de intervalo entre o 3º e 4º ano de treinamento, a semana de folga, em casa antes do último ano de treinamento, pois eu já tinha o sistema educacional e aí pá! Veio na hora, a visão dela saindo do local da primeira fase do treinamento, a voz mecânica a dispensando para a vida civil e o resto fluiu, não facilmente, óbvio, mas senti que havia um caminho, e aí foi saindo, e saindo.

As primeiras 100 páginas do livro não vieram de um esboço sequencial, não consegui construir essa linha de imediato, até porque não senti que sabia de tudo, então resolvi usar a mesma técnica que usei para os personagens: eu simplesmente fui escrevendo e escrevendo para ver onde eu ia, o que vinha à minha mente, o que eu acreditava precisar contar, explicar, mesmo não sabendo.

Criar um enredo é uma tarefa muito complicada, pois não é só uma questão de dar um objetivo à protagonista, ela precisa viver os dias, ir descobrindo as coisas, ter uma vida. São inúmeros detalhes que eu não tinha no rascunho geral, mas que descobri ao ir escrevendo.


Acompanhe os artigos aqui no blog e as atualizações nas redes sociais.

—————————————–

Update – abril/2017 – E muita coisa aconteceu desde então…

 

CLIPPING

1º Artigo – Infográfico de Zaila: Porque mensurar a Representatividade importa.

2º Artigo – Infográfico de Zaila: Representatividade importa e está disponível para download.

3º Artigo – Infográfico de Zaila: Representatividade importa e tem versão beta 2 disponível

————————————————–

Revista Conexão Literatura
http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2016/10/lu-ain-zaila-comenta-sobre-inverdades.html

Escrev´Arte – [News] Personagem negra é heroína em Duologia Brasil 2408

http://www.escrevarte.com.br/2017/01/news-personagem-negra-e-heroina-em-duologia-brasil-2408.html

Peregrinos da Noite – parceria literária
http://peregrinodanoite.blogspot.com.br/2017/01/lu-ain-zaila.html

Momento Literário – parceria literária

https://www.youtube.com/watch?v=NNp7XZ3vO1I

Um Oceano de Histórias – parceria literária

http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/2017/01/parceria-lu-ain-zaila.html

Em Sua Estante
https://www.youtube.com/watch?v=PNjLEkZs26s

COPENE 2006

http://www.buscalegis.ufsc.br/revistas/files/anexos/33229-42204-1-PB.pdf

—————————

Lindo!!!
Download – pdfhttps://drive.google.com/file/d/0B7zQjCARe09pemFjbWVjVnNMNEE/view

—————————-

Deixe seu comentário. Até logo. 

Site – http://brasil2408.com.br/

Facebook – https://www.facebook.com/brasil2408/

Instagram https://www.instagram.com/brasil2408/

Comentários