Eu tô no Ponto G 40 – (Mundo Freak): Eba!!!

E olha que honra gente… entrei para o hall maravilhoso do Ponto G, um programa de podcast semanais com temas e entrevistas que incluem a mulher como protagonista e produtora de conhecimento.

Obrigada Ira Croft e Beatriz Santos!!!
Continue Reading

Duologia Brasil 2408 – Book Trailer Oficial

Estou em contagem regressiva para encontrar vocês na Bienal do Livro – RJ 2017. Que ansiedade… e em meio a todos os detalhes off que fazem a diferença, resolvi dar uma parada para dar vida ao Book Trailer da Duologia Brasil 2408.

Não esqueça de se add.  na página de confirmação do evento no facebook e nas redes sociais, vou liberar a minha agenda presencial na Bienal nelas.
https://www.facebook.com/events/219505048575507

Assistam e deixem os seus comentários, compartilhem nas suas redes e vamos em frente.

Até logo!

(R)Evolução: Conheçam ele por dentro

Estou feliz da vida!

A nossa segunda parte da Duologia Brasil 2408 chegou e está perfeita. No Instagram postei fotos e vídeos, mas como não registrar aqui.

E ao vivo, ainda mais.

Nos vemos na Bienal!

#JulhodasPretas tem (In)Verdades de graça na Amazon

25 de Julho
Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha

ATENÇÃO

Este livro é voltado a quem consegue compreender que heróis e heroínas devem ser diversos, e exemplos para todas e todos.


Continue Reading

Vamos falar sobre… Exposição Midiática?

Esse artigo não é nenhuma receita para se dar, pois se a mesma existisse não veríamos todos os anos uma nova técnica surgindo, quer dizer… a mesma lógica com um nome diferente e cara por demais, mas algumas coisas fazem sentido, não importa o nome dado, o um dia após o outro é sempre o melhor caminho.

Como autora independente e leitora também fico me perguntando onde posso melhorar, mudar e o que vejo acontecer e não acontecer.

Continue Reading

Quarta Literária: A África que Incomoda de Carlos Moore

Carlos Moore é uma das mentes mais importantes da atualidade quando se trata de falar de África, racismo e diáspora negra.

Continue Reading

Afrofuturismo: O herói e a heroína negra tem raízes (parte 2 de 3)

Raízes…

Isso é algo muito importante quando se trata de representatividade e positivar ou negativar um imaginário.
A questão do herói ou heroína de rosto negro precisa ter passado para apresentar um presente e falar de um futuro. No afrofuturismo entramos numa nova dimensão, onde temos como obrigação construir um novo referencial e caminho para o nosso personagem.

Imaginei as pernas do Wadei (Duologia Brasil 2408) exatamente assim.
Continue Reading