Kindred: Sua ficção e sua realidade

Quando ouvi falar a primeira vez deste livro, lançado em 1979 da Octavia achei ele curioso, pois as traduções que consegui fazer falavam de seu uso em estudos na escolas, até comentários em sites falavam sobre ele, pessoas que o leram e comecei a pensar em seu impacto e importância para ocupar este lugar.

E para esclarecimento, só escrevo artigos com explicações dos fatos, não sigo a regra dos 3 minutos da internet, pois meu objetivo é instrução, logo é TEXTÃO.

Continue Reading

via Nó de Oito – A Importância da Presença Negra na Ficção Literária Adulta

Tem artigo meu lá no site Nó de Oito.
Continue Reading

Afrofuturismo: O herói e a heroína negra tem raízes (parte 1 de 3)

Afrofuturismo…

Não, não é uma palavra que combina a ideia de negros e futurismo, nem pensar… muito longe disto. O seu propósito vai além, propõe uma face negra de aspectos e ancestralidade africana e isso é sem igual.

Este é o primeiro artigo, farei um total de 3 sobre o tema: um sobre a minha obra e outro de aspectos a se repensar, como fazer na prática com exercícios de produção criativa.

Abaixo temos a imagem mais significativa do Afrofuturismo, a capa de um livro do autor americano Ytasha L. Womack’s – Afrofuturism: The World of Black Sci-Fi and Fantasy Culture (1990) que fala, explica o conceito, a filosofia, a estética, a essência e aponta inúmeros artistas em todas as áreas e épocas que fazem uso não só de elementos, mas resgatam a cultura africana e/ou afrodiaspórica dentro da sua inserção, lugar, estar e representar.
Afrodiáspora significa a condição negra fora da África, os negros e suas raízes pelo mundo.

 

Continue Reading